web analytics
Browsing tag

António Variações

crónicas de garagem

para ouvir no silêncio
quando as luzes se apagam

Povo que lavas no rio
E que talhas com o teu machado
As tábuas do meu caixão

Pode haver quem te defenda
Quem compre o teu chão sagrado
Mas a tua vida não

Fui ter à mesa redonda
Beber em malga que esconda
O beijo de mão em mão

Era o vinho que me deste
Água pura, fruto agreste
Mas a tua vida não

68 0

Diferentes técnicas

Acabo de comer. O gajo ao meu lado virou a cabeça para baixo a olhar para o telemovel

Normalmente viro a cabeça para cima e olho para o horizonte.

Ópá só espero que ele se tenha divertido tanto como eu. Vivi um amor, ri-me feito parvinho, viajei por terras que nem conheço. Fiz confidências em voz alta. Sussurrei.

No final comi uma talhada de melancia, bebi o ultimo golo, e fui ao banho.

Até deu para no final perceber que o mundo não quer saber nada disso, e é muito mais cruel.

E mesmo assim não ligar nenhuma.

89 6
Load more